Dose dupla de renovação da Aliança no Santuário do Jaraguá

Duas missas repletas de motivação para que possamos "enxergar de novo", como o cego de Jericó

Neste dia 18 de novembro de 2019 as missas de renovação da Aliança foram celebradas às 16 e 20:15 horas  pelos Padres Gustavo Hanna Crespo (tarde) e Afonso Wosny (noite).  Uma homilia complementou  a outra no sentido da renovação da Aliança, da confiança e de sempre pedir a Jesus o que precisamos enxergar. Missa da noite  foi celebrativa pelo aniversário da Lafs Jaraguá, do dia do Santuário Lar e entrega de Capital de Graças do grupo, Sim à Maria, da Liga de Famílias

Sem medo de gritar

Padre Gustavo centrou sua homilia   nas dúvidas que temos quando não vemos, ou temos medo, devemos  “gritar” e pedir que Deus tenha misericórdia de nós.

Uma alusão ao nosso comportamento em casa, quando ouvimos um barulho, sem saber, sem ver o que é.  Assim comparou com o cego que estava em Jericó, ele não via, penas ouvia, e quando ouviu dizer que era Jesus que passava, ninguém explicou quem era Jesus, ele gritou: “Jesus filho de Davi tem misericórdia de mim”.  

Então Jesus no Evangelho responde: “Que queres que te faça?” o cego respondeu: “Que eu veja de novo”.

Ter confiança plena em Deus

Assim continua Padre Gustavo que fala da nossa vida, na experiência de confiar sempre, colocar a confiança em Deus, pois enxergar para nós pode ser “Que eu veja a beleza do mundo;  Senhor atende-me;  Senhor faça algo em minha vida e completa, que possamos pedir com toda a fé e não cessar de pedir, mesmo que não vejamos.

Padre Gustavo fala sobre a realidade do Santuário: “Também aqui ao peregrinar ao santuário, olhar o quadro da Mãe,  falar com ela que não podemos, só com nossas forças. A ideia da confiança no “outro” confiar plenamente em Deus, mesmo que achemos que não estamos vendo ou sentido. “Com fé peça a confiança, naquilo que não podemos tocar. Confiar no sentido de existir”.

"Renovamos com Deus e a Mãe nossa confiança e fé cada dia 18 na renovação da Aliança de Amor pois aqui podemos “gritar” nosso pedido de socorro e de implorar a Deus que Ele atue em nossas vidas!”

Ver de dentro para fora

Padre Afonso Wosny celebrou a missa da noite e refletiu sobre o Evangelho do cego de Jericó, com uma ênfase no sentido que enxergar é diferente de ver, também colocar o sentir ao ver acontecimentos e ter a força de sempre pedir a atitude do cego, de gritar que Jesus nos deixe ver “de novo”.

“Ao gritar, o cego o fez de dentro para fora, assim também dizia o Padre José Kentenich que a vida cresce de dentro para fora. Quando gritou tem piedade de mim, um pedido especial, com fé, quem enxergou foi Jesus, que lhe disse “Tua fé te curou”.

 O Padre Kentenich muitas vezes dizia que a medida do desejo, o anelo, é a medida da graça, quanto mais eu desejo, nesta medida será a graça, pois Deus olha o coração. A vontade revela o que está dentro do coração.

O que pedir para enxergar?

"Assim o caminho da santidade passa pelo amor, colocar mais gente em nosso coração. Precisamos dessa graça. Pedir com fervor, com vontade. No exemplo do cego, pedir para enxergar, quem está do meu lado, o que as pessoas que  estão do meu lado estão passando, o que tenho que enxergar no meu filhos, seus talentos, mais além do que consigo ver, aquilo que a linguagem não fala, mas sinto."

Onde está Deus na vida diária?

 Enxergar para o movimento de Schoenstatt é ver Deus na vida diária, nos pequenos acontecimentos do dia a dia. Padre Afonso, nos pergunta: “Onde você enxergou Deus hoje?  Fica como exercício para todos os dias. Vale a pena treinar!”

E continua: “Quais são os sinais de amor de Deus Pai por mim? Posso enxergar? Deus é fiel sempre ama. Fica e exercício de fazer uma lista das provas e sinais de amor de Deus por mim. Quanto mais me sinto amado, mais posso amar."

Renovação da Aliança de Amor

O cego disse: “Me deixa enxergar de novo!”

 "Aqui hoje na renovação e em cada dia 18, um valor que pedimos: “Mãe estou aqui para renovar o Sim de novo, acolher o teu sim para mim, o amor como decisão se renova, o amor como escolha se renova”.

Renovamos nossos Santuários Lares

Padre Gustavo ressalta que há 66 anos atrás surgiu o Santuário Lar, experiência em Schoenstatt. Assim como a Mãe se estabeleceu no santuário, também nos santuários Lar, uma forma de entregar nossas preocupações, pois ela, de forma especial atual atua aqui e na casa de cada um, daqueles que oferecem suas casas para ela entrar. E pequenos milagres acontecem nas vidas das famílias. Tal como a Mãe Peregrina caminha de casa em casa, também cada vez pedir à Mãe permanecei conosco!

Padre Afonso ao final da missa convidou a todos para pronunciar em coro: Santuário Lar, um presente para a Igreja! Forma concreta de atualizar o que os Bispos ao analisar a espiritualidade de Schoenstatt sobre os Santuários Lar disseram: “Este é um tesouro de Schoenstatt!”

 

 

__________________-

Texto Sueli Vilarinho

Fotos: Márcio Alves Gonçalves (tarde) e Sueli Vilarinho (noite)

vídeo: Alex Formigoni

Amex Assessoria