Epifania de Deus, nossa responsabilidade hoje

Neste domingo dia 5 de janeiro de 2020, Festa da Epifania do Senhor, Pe Marcelo Aravena nos convida a uma bela reflexão

 

Epifania de Deus, nossa responsabilidade hoje

Esta foi a homilia do dia da Epifania do Senhor, no santuário Sião Jarguá, dia 5 de janeiro de 2020.

"Todos os povos são chamados à fé. Acabamos de celebrar o nascimento do Menino, que é o Cristo. Hoje celebramos o nascimento da cristandade, que são todos os seguidores de Cristo, reunidos na mesma fé, na mesma esperança e na mesma caridade. “Tendo nascido Jesus em Belém de Judá”, assim anuncia o evangelista o nascimento de Cristo, e anuncia o nascimento da cristandade dizendo: Eis que vieram do Oriente uns Magos.

 

Os três reis que nesse dia chegaram a Belém e encontraram o Menino com Maria, sua mãe, foram os primeiros que o reconheceram por rei, e lhe ofereceram ouro; reconheceram-no também como Deus e lhe ofereceram incenso, e o reconheceram como homem em sua carne semelhante à nossa e lhe ofereceram mirra. Vieram curiosos, seguindo a luz da estrela, em busca do rei dos judeus, e encontraram um Menino, na cidadezinha de Belém, com Maria, sua mãe, e se prostraram diante dele.

 

Vieram por um caminho como pagãos pesquisadores de estrelas e voltaram por outro, iluminados pela luz de Cristo.

 

Mas, o que significa este acontecimento para nós? É algo mais que uma simples lembrança daquele tempo feliz?

 

Hoje deveria acontecer Epifania não em um lugar, se não em todos os rincões do mundo. Aonde há um cristão, aonde está viva a Igreja, ali deveria fazer-se Epifania de Cristo, de Deus. Deus já não se encarna num só homem, mas em todo o povo cristão. Deus encarna-se em cada um de nós.

 

Se Ele não é visto em nossas vidas, não será porque não o mostramos? Se não encontram seu amor, sua generosidade, sua compreensão e seu perdão, não será porque estamos muito distantes do Evangelho, de Deus, de seu espírito?

 

Não há nada que nos possa livrar dessa responsabilidade. Hoje em dia, é o caminho escolhido por Deus para sua Epifania, sua manifestação. Deus deverá ser descoberto lendo o livro de nossa vida. Quem veja a mim, a Ele deve descobrir. Quem a nós se una, com Ele deve encontrar-se.

 

Cada Eucaristia é uma Epifania de Deus. Que seja, para nós, um convite e um estímulo de manifestar a Cristo a todos os que nos encontram, a todos aqueles que o buscam em nós, em nossas vidas, em nossas famílias, em nossas comunidades."

Amex Assessoria