O caminho para o Pai, que não se perturbe o vosso coração

Reflexão do Pe Marcelo Aravena, nosso coração é o centro dos sentimentos- que não se perturbe!

 

Queridos irmãos, queridas irmãs, Caros amigos, não quero começar esta breve meditação sobre a Palavra neste Domingo sem antes saudar muito calorosamente todas as mães que nos vêem agora, todas as mães das nossas famílias, também todas as mães espirituais, todas as mães na Terra e no Céu.  A elas vai todo o nosso amor e reconhecimento por serem mães, protectoras e prestadoras de cuidados que dão vida.  Todas elas são um reflexo maravilhoso do amor de Deus.  Todas elas são um incrível presente de Deus. Nós amamo-las de todo o coração. A todas elas um abraço e uma bênção.

 

Que o vosso coração não se perturbe!

O imperativo de Jesus – "Que o coração de vocês não se perturbe!" – sublinha a situação dos discípulos, tomados de medo, quando o Mestre anunciou-lhes estar próxima a sua partida.

O medo paraliza

O medo está na raiz da imobilidade. Os medrosos recusam-se a agir e a buscar vias de saída. São levados a esconder-se, a fugir, a evitar o confronto com a realidade.

Era preciso para o Mestre, Jesus, reverter, urgentemente, o sentimento que despontava no coração dos discípulos.

Eles já começavam a apavorar-se diante do que lhes estava sendo revelado. As palavras do Mestre havia-os pego de surpresa, pois não percebiam para onde estavam sendo conduzidos. Por conseguinte, foram tomados de pavor quando perceberam o que efetivamente se lhes descortinava no horizonte.

Jesus ensina o caminho que leva ao Pai

Se Jesus nos convida a percorrer um caminho historicamente concreto, embora difícil, podemos ter a segurança de que não caminhamos em direção ao fracasso. O caminho íngreme e tortuoso, de veredas nem sempre aplainadas, é um caminho para a glória futura. Jesus, profundo conhecedor da realidade humana, dedica sua sabedoria, paciência e pedagogia para ensinar o caminho que leva ao Pai.

Jesus ama os não amados!

Nesse intuito, se ocupa dos dramas humanos, por exemplo de uma pandemia, procura afastar as preocupações de seus interlocutores e alimentar sua esperança; somente Ele é capaz de animar os desanimados e – amando com alguma forma de amor maior – quis amar os não amados. Enquanto prepara-nos um lugar na morada eterna, nos diz: não fique perturbado o vosso coração! Ele é “O” caminho!

Mas há corações perturbados, apreensivos, agitados. Sem muito esforço, vislumbramos almas irrequietas, desassossegadas e inseguras perambulando pelas estradas da vida. “Quem não sabe pra onde vai, não vai a lugar nenhum”, disse o poeta gaúcho Jayme Caetano Braun.

O coração é o centro!

No mundo bíblico, o coração é carregado de simbolismo. É considerado como a sede dos sentimentos, do desejo, da razão, da decisão da vontade. Portanto, o centro da ação dos discípulos é que se encontrava afetado. Daí o risco de ficarem reduzidos à inatividade. Com o coração perturbado, sentiam-se incapazes de agir.

Só havia um caminho para superar o medo: dar crédito à palavra de Jesus. Sua morte deveria ser entendida como etapa do processo de preparação de um lugar para os discípulos, na casa do Pai. Se quisessem viver a comunhão plena com Jesus e o Pai, seria necessário lançar-se à ação. E o "Caminho" já lhes havia sido indicado!

Que Nossa Senhora, Nossa Mae, continue sendo a rainha dos lares, que ela modelo de mãe – seja a protetora de todas as mães que hoje celebramos con imenso carinho; seja inspiração e esperança naqueles momentos em que o coração insiste em ficar perturbado.

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, Nossa Mae Rainha: para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

Amem.

Santuário Sião do Jaraguá 09 de maio de 2020

Homilia Pe Marcelo Aravena

 

Amex Assessoria
Doe agora