Espiritualidade

Exercite sua fé na oração, na reflexão da Palavra e no testemunho de vida!

A riqueza de nossa espiritualidade é experimentar as 3 fontes de Graças que irradiam de nosso santuário:

 

Abrigo espiritual

 

É a graça de um profundo encontro no coração maternal de Nossa Senhora e, através dela, no coração de Cristo e de Deus Pai. Esta graça nos comunica a segurança da fé, a certeza da confiança de filhos de Deus e do seu amor;

 

Transformação interior

 

Maria implora para nós no Santuário o Espírito Santo, que forja em nós vivas imagens de Cristo. Esta graça faz fecundo o esforço pela nossa auto-educação.

 

Fecundidade apostólica

 

Esta graça, que Maria nos dá no Santuário, em virtude da Aliança, vem completar o sentido das duas graças anteriores, as quais não são unicamente um dom que Deus nos faz pessoalmente. Elas representam, em primeiro lugar, um presente para o mundo e para a Igreja, porque estas graças nos são dadas para transmiti-las aos outros. Maria nos chama para ajudá-la como instrumentos na sua missão de co-redimir o mundo. Ela implora sempre para nós a luz e a força para cumprirmos esta missão, realizando um apostolado fecundo. Ela nos move a tomar iniciativas e a nos comprometer ativamente na transformação da sociedade para inundá-la do espírito de Cristo. Ele nos leva a vencer em nós o “homem velho”, que se afasta de Deus pelo pecado e se conforma com uma vida medíocre e egoísta. Faz-nos sensíveis à voz do Senhor e dispostos a seguir em tudo a vontade do Pai; nos liberta das múltiplas correntes que nos amarram e freiam o nosso crescimento interior, nos tira da prisão do eu, para nos converter em pessoas abertas ao tu e dispostas a servir os irmãos, a ser, de verdade, “homens novos” em Cristo.

 

Schoenstatt é o nada sem vós, nada sem nós.

 

Pela aliança de amor, Maria permanece no Santuário e distribui graças em abundância, mas pede que seus devotos lhe ofereçam zelosas contribuições ao “Capital de Graças”. Este é um grande apostolado que cada um pode realizar. Assim ajudamos a abrir o caminho da graça, para muitas pessoas pois, pela comunhão dos santos, o bem que fazemos reverte em bênçãos para os outros.

 

Mãe, Rainha E Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt

 

No Santuário de Schoenstatt Maria Santíssima é assim venerada e explica-se: Ela é MÃE porque foi dada como Mãe por Jesus agonizante na cruz, com as palavras memoráveis: “Eis aí a tua Mãe”. Naquele momento, João representou toda humanidade. Ela é o presente precioso que Cristo nos legou na cruz. Ela é a Mãe de Cristo e a nossa Mãe. Ela é RAINHA porque está acima de todas as criaturas, por sua dignidade de Mãe de Deus. Deus a fez Imaculada, concebida sem o pecado original, cheia de graça. Depois de sua Assunção ao céu, foi coroada como Rainha do céu e da terra. É a Rainha porque é a Mãe de Cristo, o Rei do Universo. Ela é VENCEDORA pelo poder que Deus lhe concedeu, de vencer e triunfar em todas as batalhas contra os poderes diabólicos. É a vencedora em nós e por nós, em todos os nossos problemas, nas lutas e dificuldades.

 

Fonte: “O código da Aliança” Juventude Masculina de Schoenstatt Londrina, 2009. Pág 23-24.

Amex Assessoria